Assine nossa newsletter.

Fique informado sobre as principais tendências em energias renováveis. Deixe seu e-mail e receba nossos conteúdos.

Tecidos Miramontes investe em energia solar fotovoltaica

A energia solar fotovoltaica é a energia do futuro. Limpa, renovável e com matéria-prima abundante no Brasil, ela tem sido a escolha de muitas empresas quando o assunto é gerar energia.

O mais atrativo de seus benefícios é a redução de custos com energia: o sistema permite uma economia de até 90% nas contas de luz. Além disso, o uso desse tipo de energia gera vantagem competitiva, tem baixo custo de manutenção e está alinhado à tendência de desenvolvimento sustentável vivenciada no mercado.

O melhor é que qualquer empresa, independente do porte, pode se beneficiar com a energia solar fotovoltaica. A Alsol, empresa do ramo de energias renováveis e pioneira na implantação de sistemas fotovoltaicos conectados à rede no Brasil, tem como propósito tornar o sistema de energia solar fotovoltaica acessível a qualquer empresa, das pequenas às grandes.

Buscando promover a sustentabilidade econômica e ambiental por meio do uso da energia solar fotovoltaica, a Alsol oferece as melhores opções para a implantação do sistema em empresas. E os resultados são excelentes.

Energia solar fotovoltaica: economia, sustentabilidade e foco no futuro

 

A Tecidos Miramontes, empresa de Uberlândia (MG) especializada em tecidos, tornou-se cliente da Alsol e vive na prática os benefícios que a energia solar fotovoltaica proporciona.

Confira o depoimento do gestor da empresa, Rodrigo Côrrea:

 

Rodrigo Côrrea, gestor da Miramontes, conta que o projeto de implantação de energia solar começou como um teste. A empresa instalou 14 painéis fotovoltaicos a princípio. A cada mês, os painéis auxiliavam a empresa a gerar entre 3 e 5% da energia total consumida por eles.

Essa geração foi suficiente para a empresa perceber que era válido expandir esse sistema e produzir ainda mais. Atualmente, a Miramontes produz entre 80 e 90% da energia utilizada no empreendimento,com 298 placas fotovoltaicas.

A motivação para o investimento está na redução de custos e nas vantagens do desenvolvimento sustentável.

Desde 2015, muitas empresas, assim como a Miramontes, passaram a optar por utilizar energia solar fotovoltaica por conta do aumento nas contas de luz, que chegou a 70% com a aplicação do Sistema de Bandeiras Tarifárias. As bandeiras passaram a ser utilizadas devido à redução dos índices pluviométricos no Brasil, impactando os custos de produção de energia, uma vez que é preciso recorrer às usinas termelétricas para suprir a demanda brasileira quando os reservatórios hidrelétricos estão em baixa.

Com foco no futuro e na sustentabilidade, a consciência ambiental da empresa foi decisiva para a adoção do sistema. “Se todo mundo tivesse uma microusina […], a necessidade de fazer novas hidrelétricas seria menor”, avalia Rodrigo, “O Brasil tem sol o ano inteiro, é uma energia limpa. […] A gente tem que aproveitar isso.”.

O Brasil tem um alto índice de irradiação solar. Segundo Enio Bueno Pereira, coordenador do Atlas Brasileiro de Energia Solar, o país oferece uma uniformidade em todo o seu território e possui irradiação suficiente para produzir energia solar fotovoltaica em grande escala.

O potencial ainda é pouco aproveitado, mas cada vez mais empresas, residências e a administração pública se dão conta dos benefícios desse tipo de energia. Atualmente, 23 dos 26 estados brasileiros oferecem isenção de ICMS devido pela eletricidade aos consumidores que escolherem produzir sua própria energia.